Cabeça de esfinge que guarda tumba da era de Alexandre, o Grande é encontrada

Padrão

esfinge

Arqueólogos encontraram a cabeça desaparecida de uma esfinge que guarda uma enorme tumba macedônia sob escavação em Amphipolis, Grécia. Duas esfinges sem cabeça guardam a entrada do lugar.

A cabeça da estátua tem cabelo ondulado que cai ao seu ombro esquerdo, e carrega traços de tinta vermelha, de acordo com o Ministério da Cultura da Grécia. Escavadores também encontraram fragmentos de asas quebradas a partir do par de esfinges que estão na entrada da tumba.

 

Cercada por um muro de mármore de 490 metros de perímetro, o túmulo monumental em Amphipolis poderia ser o maior de seu tipo no mundo grego. Os arqueólogos que conduzem as escavações em curso ainda não determinaram quem está sepultado no túmulo (ou se ele está mesmo intacto), mas disseram acreditar que o local data do século 4 aC, durante a época de Alexandre, o Grande.

Os escavadores não esperam encontrar o túmulo do próprio Alexandre no local, já que registros históricos indicam que o macedônio construtor de impérios morreu na Babilônia e foi sepultado em Alexandria. Mas a líder das escavações, Katerina Peristeri, disse a repórteres na semana passada que quem foi enterrado lá deve ter sido “extremamente importante”.

A escavação atraiu atenção generalizada após as esfinges sem cabeça na entrada da tumba serem reveladas em agosto.

2

À medida que os arqueólogos têm sondado mais fundo no solo cheio de câmaras internas da tumba, eles fizeram algumas descobertas notáveis. Na semana passada, encontraram um pavimento com um mosaico feitos de seixos coloridos mostrando a deusa grega Perséfone sendo levada para o submundo por Hades em uma carruagem puxada por dois cavalos brancos. O deus mensageiro Hermes também está presente na cena vestindo seu característico chapéu de abas largas.

A cabeça da esfinge recém-revelada não tem parte de seu nariz, mas fora isso está completamente intacta. Na arte grega, esfinges normalmente têm o corpo de um leão, as asas de um pássaro e a cabeça de uma mulher. No rosto, a esfinge lembra um pouco as cariátides esculpidas no túmulo de Amphipolis, descobertas há algumas semanas. As cariátides – estátuas femininas que tomam o lugar de colunas ou pilares – ladeiam a segunda entrada do túmulo. via

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s