GALERIA DE FOTOGRAFIAS

fixo

https://i0.wp.com/inapcache.boston.com/universal/site_graphics/blogs/bigpicture/ngmphoto2_113012/bp4.jpg

https://i0.wp.com/proof.nationalgeographic.com/files/2015/12/160104-best-pod-dec-08.jpg

https://i1.wp.com/zellox.com/wp-content/uploads/2016/04/national-geographic.jpg

https://i1.wp.com/assets.natgeotv.com/Shows/6612.jpg

https://i2.wp.com/assets.natgeotv.com/Shows/30161.jpg

https://i0.wp.com/news.nationalgeographic.com/content/dam/news/2016/02/28/leaping_animals/_03_NationalGeographic_1160902.ngsversion.1456662611218.adapt.768.1.jpg

https://i1.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2013/04/NationalGeographic_1329449.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/06/animals-walking-water-01.jpg

https://i0.wp.com/www.artsfon.com/pic/201412/1440x900/artsfon.com-42262.jpg

https://i1.wp.com/media-channel.nationalgeographic.com/media/uploads/photos/content/photo/2015/04/07/Showdown_01_AnimalsGoneWild2.jpg

https://i1.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/06/waq-reptiles-01.jpg

https://thirdeyemom.files.wordpress.com/2013/11/004_nationalgeographic_1740198.jpg?w=687

https://publicidadeecerveja.files.wordpress.com/2015/08/imagem_release_479447.jpg?w=687

https://cdn.theatlantic.com/assets/media/img/photo/2015/11/2015-national-geographic-photo-cont/n01_5739056973187/main_900.jpg?1446597853

https://d.ibtimes.co.uk/en/full/1442032/national-geographic-traveler-photo-contest.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2015/08/Gabon0383.jpg

https://insdrcdn.com/media/attachments/f/ff/10686ffff.png

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxpCraE8GCLiegX4ASiC0amFVSL2S4Wffeq1O6hozYTI8j/

https://i1.wp.com/6www.ecestaticos.com/imagestatic/clipping/691/253/327/6912533272fc1f80a4986690671dffa7/las-mejores-imagenes-del-concurso-national-geographic-photo-contest-2015.jpg

https://i2.wp.com/i.imgur.com/Q0Z9v.jpg

https://i2.wp.com/kids.nationalgeographic.com/content/dam/kids/photos/articles/Other%20Explore%20Photos/R-Z/Wacky%20Weekend/Funny%20Animal%20Faces/ww-funny-animal-faces-cow.jpg

https://i2.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2013/08/70618-cb1377107371.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/ce967-2946023014_b5c2afb52b_o.jpg?w=687

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxoQuSQyxUP0gg8GMIunbgDlVGo2h4M9hjaNTkTvTOQrw2/

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxpCEWxwC8GgmSrPEusyw2StOVnv3_EgL6KE5AEW_y-UOy/

https://i0.wp.com/proof.nationalgeographic.com/files/2015/03/14_SJohan_163-Flamingo1.jpg

https://i1.wp.com/imguol.com/c/noticias/2015/06/11/11jun2015---um-ibex-especie-de-mamifero-bovideo-caprino-se-materializa-no-deserto-como-uma-criatura-mitica-macho-e-femeas-tem-chifres-usados-na-selecao-sexual-e-defesa-do-territorio-os-chifres-que-1434018436814_1024x768.jpg

https://i2.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/02/albino-animals-your-shot-1-05.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/02/amazingly-blue-creatures-blue-footed-booby.jpg

https://c1.staticflickr.com/3/2703/4437145665_83ec988de3_b.jpg

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/59/12/e7/5912e7fb857be51efb8c97c3173a6dd5.jpg

https://i1.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/03/animal-mustache-Emperor-tamarin-01.jpg

https://i1.wp.com/www.hd-wallpaper1.com/images/lizard-4k.jpeg

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxpixNiJgpmYUqqRV-ZKGW0TVBchJzHzJSPTvIZtT_hDo9/

https://i1.wp.com/www.fotosefotos.com/admin/foto_img/foto_big/bisao_americano_9ec657901b8586848f8f90fbb56b4e78_bison_no_campo.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/0dae5-three-bison-buffalo-walking-on-snow.jpg?w=687

https://i1.wp.com/photos1.blogger.com/img/287/5973/1024/DSC03477.jpg

https://i1.wp.com/www.imagensfotos.com.br/wp-content/uploads/2015/10/18.jpg

https://i0.wp.com/photo.sf.co.ua/g/428/5.jpg

https://i0.wp.com/proof.nationalgeographic.com/files/2015/07/6276544_uploadsmember230644yourshot-230644-6276544jpg_w3ncnjiofhmewlm54bdsjdyjylp3eflutfvvbpyjwjhzlmh4iziq_3840x5760.jpg

https://i0.wp.com/photo.sf.co.ua/g/488/3.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/07/Shovon-Sarkar-Common-kingfisher.jpeg

https://i1.wp.com/www.berlengas.eu/sites/berlengas.eu.life/files/especies/luas_pagina.jpg

National Geographic (Mais fotografias aqui )
Anúncios

O fim trágico do primeiro jogador de futebol a se declarar homossexual na Inglaterra

Padrão

Em 1981, o time de futebol inglês Nottingham Forest, então bi-campeão da Copa dos Campeões da Europa (atual Liga dos Campeões), contratou o atacante Justin Fashanu por 1 milhão de libras. Foi o primeiro jogador negro a ser envolvido em uma transferência desse valor na história. Mas ele teria dificuldades para seguir crescendo na carreira, muito por causa de sua orientação sexual.

Justin tinha se destacado jogando pelo Norwich City, mas nunca conseguiu repetir o desempenho no Forest. Seu comportamento fora de campo influenciou: o hábito de frequentar bares e boates gays incomodava os companheiros de clube, o que o impediu de se sentir à vontade no elenco.

John Fashanu, seu irmão um ano mais novo, também foi jogador profissional, mas não o apoiou. Pelo contrário. Muito unidos na infância, os dois se distanciaram após a orientação sexual de Justin ficar mais clara. John disse que chegou a oferecer dinheiro para que o irmão não se declarasse homossexual para o público.

A história de como ele saiu do armário também é polêmica. A revelação foi feita ao tabloide The Sun em 1990 e, segundo Nick Baker, biógrafo de Justin, envolveu chantagem: o jornal ofereceu 20 mil libras para que ele se revelasse, ameaçando publicar a matéria sem seu consentimento caso ele não aceitasse.

Os comentários de companheiros de time e adversários e os cânticos ofensivos de torcidas se tornaram mais frequentes, até que Justin desistiu de tentar suportá-los. Ele chegou a jogar nos fracos campeonatos do Canadá e dos Estados Unidos, onde se aposentou e começou a seguir carreira como técnico.

Vivendo em Maryland, ele foi acusado por um rapaz de 17 anos de agressão sexual em 1997. Temendo não receber um julgamento justo, voltou para a Inglaterra enquanto as investigações prosseguiam. Justin decidiu colocar fim na própria vida aos 37 anos, após visitar uma sauna gay em Londres.

Em seu bilhete de despedida, afirmou que era inocente e que a relação com o jovem tinha sido consensual. “Me dei conta que fui condenado. Não quero mais ser uma vergonha para meus amigos e minha família. Espero que Jesus me dê boas vindas e que eu finalmente encontre a paz”, escreveu antes de se enforcar em uma garagem.

Até hoje ele é o único jogador de futebol das grandes ligas europeias a se assumir gay durante a carreira – o alemão Thomas Hitzlsperger chegou a sair do armário, mas só depois de se aposentar.

Todas as fotos: Reprodução

[com informaçõesFonte:via via]

Conheça o mundo mágico de Hayao Miyazaki no Museu Ghibli

Padrão

O Ghibli é um dos mais conhecidos estúdios de animação japoneses, especialmente por causa dos filmes Meu Vizinho Totoro e A Viagem de Chihiro. Além de ser um dos fundadores do Ghibli e de dirigir a maioria dos filmes feitos por lá, Hayao Miyazaki também projetou um museu incrível sobre a história da animação no país.

O Ghibli Museum fica em Mitaka, a cerca de 20 minutos de trem de Tóquio. Inaugurado em 2001, o local foi projetado por Miyazaki com inspiração nas storyboards que ele havia criado para escrever os filmes que lhe deram fama internacional. O diretor queria que o prédio em si fosse uma atração, e ele conta com escadas que levam a salas de exibição, a pontes internas ou simplesmente a lugar nenhum.

A ideia de que a visita ao museu seja uma viagem é traduzida pelo slogan, “Venha se perder com a gente”. Há exibições fixas sobre a história e a ciência por trás das animações, além de uma réplica de estúdio para mostrar como um filme é criado, incluindo várias técnicas de ilustração.

O museu exibe curta-metragens criados pelo Ghibli exclusivamente para serem mostrados lá, além, é claro, de vários objetos relacionados aos filmes mais famosos do estúdio. Isso inclui, por exemplo, o Catbus, personagem de Meu Vizinho Totoro: um enorme gato com espaço para transportar pessoas dentro. No museu, crianças com até 12 anos podem viver a experiência de andar no gato-ônibus como no filme.

Leia também: Um parque temático inspirado em ‘Meu Amigo Totoro’ vai abrir em 2020

Feliz ou infelizmente, não há imagens do interior do museu: a administração não faz divulgações oficiais, nem é permitido aos visitantes usar câmeras. A direção pede a experiência priorize os próprios olhos e sentidos, e não através do visor digital.

Todas as fotos © Makiko Itoh /Fonte:via

Os incríveis ‘lobos marítimos’ capazes de nadar quilômetros e comer frutos do mar

Padrão

Se tradicionalmente o termo “lobo do mar” se refere a um velho marujo, que tenha passado boa parte de sua vida enfrentando as ondas e o ir e vir das marés em um barco, para o fotógrafo Ian McAllister o termo possui um sentido literal: há duas décadas que ele aponta suas lentes para uma curiosa espécie de lobo, conhecida justamente como Lobo marítimo, que vivem no e do mar, tal qual seus pares marinheiros.

Esses lobos são genética e fisicamente diferentes dos lobos que conhecemos – menores e diferenciados, como excelentes nadadores (capazes de nadar quilômetros entre ilhas), que se alimentam quase na totalidade de suas dietas de peixes e frutos do mar. Eles vivem na costa pacífica da Columbia britânica, e as fotos tiradas por McAllister são de tirar o fôlego, e não só por sua presença na água.

O cenário é espetacular, e a proximidade com que registrou esses peculiares lobos tiram nosso ar tanto quanto estar debaixo d’água.

Todas as fotos © Ian McAllister/fonte:via

O ‘Airbnb dos campistas’ é perfeito pra quem quer dormir ao ar livre sem abdicar do conforto

Padrão

Passar uns dias relaxando no meio do mato é uma atividade muito interessante para sair da rotina, mas muitas vezes a gente acaba deixando a ideia de lado por teremos que ir atrás de muitos detalhes que envolvem um acampamento seguro.

Para facilitar a nossa vida, a startup Tentrr acaba de surgir nos Estados Unidos com a premissa de ser o Airbnb dos acampamentos. A plataforma, que reúne inúmeras opções de camping para locação, começou as atividades este ano, e já conta com mais de 50 propriedades cadastradas.

Além de efetuar reservas, é possível também cadastrar alguma área para camping ou ainda se candidatar para ser um guia Tentrr. Entre as propriedades disponíveis, pode-se escolher entre uma antiga fazenda, um zoológico fechado desde 2006, ou ainda uma área que conta com um riacho cercado por macieiras.

Por enquanto, a plataforma só está disponível nos Estados Unidos, mas a ideia é expandir para outros lugares ainda este ano.

Copy-of-Mountainside_Hero_0049

Copy-of-Big-Sky_0136-1

Captura de Tela 2017-06-28 às 17.04.36

Captura de Tela 2017-06-28 às 17.04.03

Captura de Tela 2017-06-28 às 17.04.29

Captura de Tela 2017-06-28 às 17.04.16

Todas as imagens © StockSnap/fonte:via